Tem Airãoense concorrendo a melhor chef do Brasil representando o Amazonas

O chef de cozinha, José de Souza Lima, de 34 anos, nascido em Novo Airão (a 115 quilômetros a noroeste de Manaus) é o indicado do Amazonas ao Prêmio Nacional Dólmã. O maior prêmio Brasileiro do cenário gastronômico no Brasil.


O Airãoense veio para capital aos 17 anos de idade em busca de oportunidade e estudo.


Desde criança ia para a roça ajudar na produção de iguarias típicas da região, de origem indígena, como a farinha, beiju e o pé de moleque. Já na adolescência ‘dominava’ o fogão e fazia sua própria comida.


Já aos 17 anos adquiriu sua primeira experiência trabalhando em uma padaria assando pão durante o dia e pizza à noite. Com isso despertou o interesse pela gastronomia.


Hoje, o chef José, é funcionário público estadual e atua como prestador de serviços na área docente da gastronomia, com uma vasta experiência, capacitando pessoas, montando aulas de cozinhas típicas do mundo e empreendendo na iniciativa ‘Coisas de José’, ‘Projeto Merenda Mais’ e ‘Hambúrguer Delivery’, este último visa produzir hambúrguer artesanal a preço mais acessível.


José também é Vice- Presidente da Associação Amazonense de Gastronomia e um dos Chefs mais atuantes no Amazonas.


Já participou de concursos estaduais ficando em 2º lugar com uma diferença de meio ponto. Mas isso, não foi motivo de tristeza, a segunda colocação lhe garantiu a oportunidade de participar do Dólmã 2022.


O chef concorreu com pessoas que já estava há 40 anos no ramo, sua receita foi escolhida como uma das melhores!


“Minha receita foi escolhida uma das melhores. Meu diferencial é que além de ter vindo do interior e ter lutado tanto pra chegar onde estou, concorri com gigantes da gastronomia, pessoas que já tem 40 anos de experiência”.


Com uma eterna gratidão pelo lugar de onde veio, o chef José fez uma homenagem ao seu lugar de origem com uma receita bem inusitada.


“Minha receita escolhida se chama arrumadinho ‘Taucapeçaçu’ em homenagem a Novo Airão que era seu antigo nome. E tudo que complementa esse prato é composto por nada mais que insumos que minha avó dona Bidu plantava no quintal. O prato representa minha infância”.


O prato em questão é um filé de peixe temperado com ervas do quintal, refogado com verduras e feijão de praia, servido com purê de banana pacovan e arroz com tucupi. E o peixe escolhido é o bodó. Um peixe com aparência estranha, mas que tem o seu valor. O chef garante!


“O peixe que usei como filé foi o bodó. Receita bastante ousada na frente das mais de 50 receitas inscritas. Costumo dizer que não sou garoto de programa, mas proporciono prazer através da gastronomia, através de uma boa refeição. Transmito através da gastronomia meu amor pelo Amazonas e por Novo Airão, de onde uso insumos e ingredientes locais para diferenciar e levar os sabores da minha terra, gerando uma experiência única para os clientes”.


O Prêmio Nacional Dólmã é o prêmio máximo da Gastronomia Brasileira, da qual profissionais de cozinha atuantes e que se destacam no cenário gastronômico regional ou nacional recebem reconhecimento, o ‘Oscar da Gastronomia’.


A votação dos Chefs Indicados vai até o dia 11 de agosto, às 23h 45m, horário de Brasília. O resultado final dos Chefs premiados na categoria estadual serão anunciados no dia 12 de agosto durante a realização da Cerimônia DÓLMÃ AMAPÁ 2022.


O ganhador se torna o embaixador da Gastronomia do Estado no ano de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.