Prefeitura realiza primeira noite de apresentações dos grupos de acesso à categoria Bronze do Festival Folclórico do Amazonas

Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), iniciou, na noite desta quarta-feira, 29/6, a competição dos 29 grupos folclóricos à categoria Bronze, do Festival Folclórico do Amazonas, na arena do Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), localizado no Distrito Industrial, zona Sul. A competição segue até amanhã, dia 30, a partir das 19h, com entrada gratuita ao público.

Ao todo, 11 modalidades de danças como, cacetinho, ciranda, dança alternativa, dança nordestina, quadrilha cômica, quadrilha de duelo, quadrilha tradicional, tribo, dança nacional, dança regional e dança internacional estão concorrendo a uma vaga na categoria Bronze, para apresentação oficial na edição do Festival Folclórico do Amazonas em 2023.

A primeira noite de apresentações foi feita pelos 15 grupos folclóricos: Belo Horizonte  (cacetinho); Mocidade (ciranda); Do Aleixo (ciranda); Da Betânia (ciranda); Gang de Axé Ostentação (dança alternativa); Hydra na Roça (dança alternativa); Os Atrapalhados na Roça (dança alternativa); Star Hits (Dança Alternativa); Tsunami na Roça (dança alternativa); Pisada do Sertão (dança nordestina); Cabras do Capitão Meia-Noite (dança nordestina); Fuzileiros na Roça (quadrilha cômica); Escolinha na Roça (quadrilha cômica); O Cravo e a Rosa (quadrilha cômica); e Esquadrão Elite (quadrilha cômica).

De acordo com o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Alonso Oliveira, há mais de cinco anos não era realizado credenciamento de novas danças para o festival.

“Há mais de cinco anos que o folclore esperava por isso, a abertura de oportunidade para que novos grupos folclóricos pudessem competir. Teremos mais de 20 grupos nesta quarta-feira, à noite e amanhã, quinta-feira, se apresentando, como forma de seleção, a fim de que eles possam ter acesso ao grupo Bronze. A Manauscult fez a sua parte, colocando em prática esse projeto, pensado tanto pelo governo do Estado, Prefeitura de Manaus e Ligas Folclóricas de Manaus”, informa Oliveira.

As danças habilitadas que se apresentarem durante a competição serão avaliadas pelos jurados oficiais do 64° FFA e terão suas notas apuradas na próxima sexta-feira, 1°/7, após o anúncio das campeãs deste ano. O resultado final será divulgado no Diário Oficial do Município (DOM) e no site da Manauscult no endereço eletrônico (manauscult.manaus.am.gov.br).

Oportunidade

A autônoma Juciete Campos, 31, brincante da dança “Ciranda Mocidade”, segundo grupo a se apresentar na arena do Povos da Amazônia, aproveitou o espaço para agradecer à prefeitura pela oportunidade de dançar novamente no festival.

“Para mim, depois de dois anos, é muito gratificante voltar de novo ao Centro Cultural Povos da Amazônia, não foi nada fácil estar aqui, tivemos apenas um ensaio e o ensaio geral ontem, e graças ao prefeito David Almeida, que nos abriu as portas, hoje a nossa Ciranda Mocidade pode estar aqui de novo, estamos muito felizes, só temos a agradecer”, declara.

O vice-presidente da dança alternativa “Os Atrapalhados na Roça”, Eder Serrão, sétimo grupo a se apresentar na arena do Povos da Amazônia, trouxe como tema “Covid-19 em Busca da Esperança”, para a apresentação.

“Essa é uma oportunidade única que nós estamos tendo, é um sonho, muitas quadrilhas queriam estar aqui, batalhamos muito para chegar nessa disputa. Vamos falar por meio da dança sobre a pandemia de Covid-19, da esperança e de renovação”, comenta.

Atrativos

O festival conta com uma feira de artesanato coordenada pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e um espaço atrativo para crianças.

Os horários e a programação completa do festival podem ser consultados no site da Manauscult (manauscult.manaus.am.gov.br)

A praça de alimentação do festival oferece ao público guloseimas do período junino e está localizada próximo à arquibancada do anfiteatro, funcionando durante todo o evento, com preços que vão de R$ 5 a R$ 35.

Programação

Quinta-feira (30/6)

19h – Renascer (quadrilha de duelo)

19h25- Os Indomáveis do Oeste (quadrilha de duelo)

19h50- Junina Tia Célia (quadrilha tradicional)

20h15- Junina Promorar (quadrilha tradicional)

20h40- Junina Girassol (quadrilha tradicional)

21h05- Junina Cabocla (quadrilha tradicional)

21h30- Baru Junina (quadrilha tradicional)

21h55- Junina Matutos Honoré (quadrilha tradicional)

22h20- Junina Fogo Ardente (quadrilha tradicional)

22h45- Explosão de Manaus (quadrilha tradicional)

23h10- Revolução Junina (quadrilha tradicional)

23h35- Pássaro Gavião Real (dança regional)

0h- Flor do Campo (dança regional)

0h25- Grupo Simetria Norte (dança regional)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.