Fapeam lança Chamada Pública Iniciativa Amazônia+10 para o avanço do desenvolvimento sustentável no Amazonas

O Governo do Estado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) lançou nesta sexta-feira (24/06) as Diretrizes Específicas da Fundação para a Chamada Pública n.º 003/2022, da Iniciativa Amazônia +10, do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), em conjunto com as demais Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs). 

Podem concorrer à Resolução n.º 023/2022, da Fapeam, pesquisadores vinculados às instituições de ensino superior e pesquisas, sediadas no estado do Amazonas. Um total de R$ 5 milhões oriundos do orçamento da Fapeam será investido em pesquisas das áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I).  O edital está disponível em www.fapeam.am.gov.br 

A Iniciativa Amazônia + 10 visa apoiar pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico em instituições de ensino e pesquisa e em empresas sobre os problemas atuais da Amazônia, que tenham como foco o estreitamento das interações natureza-sociedade para um desenvolvimento sustentável e inclusivo da região amazônica. 

Para Chamada serão recebidas propostas que apresentem pesquisas científicas nas seguintes linhas temáticas: Territórios como infraestrutura e logísticas que facilitam o desenvolvimento sustentável em dimensão multiescalar; Povos da Amazônia como protagonistas do conhecimento e da valorização da biodiversidade e adaptação às mudanças climáticas; e Fortalecimento de cadeias produtivas sustentáveis pelos amazônidas. 

Benefícios 

Estima-se apoiar até dez propostas, seguindo a ordem de classificação na Chamada Pública Amazônia +10, e conforme disponibilidade orçamentária. Além disso, os projetos a serem apoiados pela Fapeam no âmbito desta Chamada serão contemplados com os seguintes benefícios, entre os quais: uma bolsa na modalidade Desenvolvimento Científico e Tecnológico nível II (DCT-II); uma bolsa na modalidade Apoio Técnico nível II (AT-II); não há obrigatoriedade na solicitação das bolsas; o coordenador do projeto não poderá ser beneficiário de quaisquer modalidades de bolsa no projeto submetido, as bolsas não implementadas não poderão ter seu valor convertido em auxílio-pesquisa. 

A relação das propostas aprovadas está prevista para novembro deste ano e será divulgada na página eletrônica da Fapeam (www.fapeam.am.gov.br). 

Ao todo, 20 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa aderiram à Chamada Pública Iniciativa Amazônia + 10, totalizando um investimento de mais de R$ 50 milhões. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.