Governo do Amazonas promove 5ª Conferência Estadual de Educação

A Escola Estadual Petrônio Portella sediou, ontem e hoje (14 e 15/06), a 5ª Conferência Estadual de Educação do Amazonas, promovida pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto e pelo Conselho Estadual de Educação. O tema deste ano foi “Inclusão, Equidade e Qualidade: compromisso com o futuro da educação brasileira”; e juntou representantes de diversos movimentos. 

A Conferência constitui uma nova oportunidade de avaliação e de formulação das políticas públicas para a educação, uma vez que são discutidas as políticas públicas do dia a dia. “Os resultados da conferência é que, na prática, a educação só tem bons resultados e níveis se estiver em conjunto com as outras, para que a educação não só do Amazonas, mas do Brasil, seja qualitativa”, explica José Luiz Braz, coordenador do Fórum estadual. 

Durante os dois dias, os 250 participantes discutiram os três eixos temáticos: Plano Nacional de Educação 2024-2034 e avaliação das diretrizes e metas; “Uma escola para o futuro: tecnologia e conectividade a serviço da Educação”; e criação do Sistema Nacional de Educação: avaliação da legislação inerente e do modelo em construção. 

Os temas buscam a construção de propostas que proporcionem qualidade social à educação brasileira inseridas no futuro Plano Nacional de Educação, como também para os Planos Municipais e Estadual de Educação. Ao fim da conferência, foi realizada a eleição dos delegados para a Etapa Nacional da CONAE 2022, que será realizada em novembro, em Brasília.  


Serão 56 delegados representando Amazonas, de movimentos, instituições, sociedade civil e órgãos educacionais. A professora Ivete de Morais, de Novo Airão, é delegada pelo município e defende a causa indígena. Para ela, poder debater as políticas públicas é fundamental para progredir.  

“A importância de estar aqui hoje é que, por meio do tema, possamos discutir os eixos temáticos para assegurar a educação em todas as formas. Eu irei defender a proposta, para tentar ser aprovado de forma nacional, sobre a Educação Escolar Indígena. Então, estamos reunidos, participando, para assegurar esse tema na Conferência Nacional”, pontua a professora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.