Governo do Amazonas monitora cenário da Covid-19 e alerta para vacinação

O Governo do Amazonas segue monitorando o cenário epidemiológico da Covid-19 no estado, e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), convoca a população para a vacinação para evitar a disseminação da doença. Um novo boletim epidemiológico ampliado, abrangendo o período de 25 de maio a 7 de junho, está disponível em https://bit.ly/3xDiI7L.

Nos 14 dias analisados, não houve registro de óbito pela doença. Durante o ano de 2022, conforme o boletim, foram registrados 252 óbitos em pessoas com idade contemplada pela campanha de vacinação contra a infecção (população de 5 anos ou mais). Desses 252 óbitos por Covid-19, 22%, o correspondente a 56 pessoas, não tinham o esquema vacinal atualizado contra a infecção.

“Enfatizamos sempre que a vacinação é a nossa principal ferramenta contra a Covid-19 e demais doenças imunopreveníveis. Por isso, no sábado, dia 11, teremos o Dia D da Multivacinação, que vai contemplar todos os municípios simultaneamente. Convocamos a todos que busquem atualizar a caderneta de vacinação”, destaca Tatyana Amorim, diretora-presidente da FVS-RCP.

Conforme o boletim, há redução de 33% na média diária de casos da infecção no estado no período analisado. Já a ocupação de leitos em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), destinados para pacientes com Covid-19, variou de 1 para 2 leitos ocupados nas redes pública e privada de saúde.

Entre as internações registradas em 2022, no referido período, 52% foram de pacientes com idade acima de 60 anos. Entre os hospitalizados com essa faixa etária, 63% possuem pelo menos um fator de risco, como cardiopatias e diabetes.

Incidência

No período analisado, de 25 de maio a 7 de junho, foram 174 casos confirmados, correspondendo a uma taxa de incidência de 4,1 casos por 100 mil habitantes no estado.

No interior, os municípios que apresentaram maior taxa de incidência da infecção foram São Gabriel da Cachoeira (147 casos por 100 mil habitantes) e São Paulo de Olivença (30,5 casos por 100 mil habitantes). Já a capital do estado, Manaus, apresenta incidência de 3,4 casos por 100 mil habitantes. A lista das 15 maiores incidências está disponível no boletim ampliado, disponível no site da FVS-RCP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.