Prefeitura oferece cursos de artesanato e maquiagem aos moradores do residencial Manauara 2

Moradores do residencial Cidadão Manauara 2 etapa B, no Santa Etelvina, zona Norte, até a próxima sexta-feira, 10/12, participam de cursos de artesanato e de maquiagem dentro da programação de atividades promovida pela Prefeitura de Manaus, via Vice-Presidência de Habitação e Assuntos Fundiários (Vpreshaf) e Grupo Institucional do Poder Público (GIPP).

Com carga horária de 20 horas cada, os cursos têm como objetivo atender aos beneficiários do programa de habitação popular da prefeitura, sendo gratuitos e oferecidos com todo o material incluído. Os de maquiagem estão ocorrendo no Instituto Unidos pelo Social (Iups), também no Santa Etelvina, e os demais são realizados no centro social do próprio Manauara 2.

Com 47 anos, Marília Silva Gomes se dedica a cuidar do filho de 19 anos, que é PcD (Pessoa com Deficiência). Impossibilitada de ter um emprego formal nos moldes tradicionais, o curso pode ser uma solução para a moradora ter uma renda extra. Ela se mudou para o Manauara em setembro do ano passado, sendo contemplada no sorteio da casa própria.

Antes, Marília vivia de aluguel e morava no Mutirão. “Fiz o curso de culinária também e pretendo fazer salgados, doces e cozinhar para poder trabalhar em casa. O curso de artesanato estou fazendo hoje e estou gostando bastante. Além de todo o treinamento e de ser gratuito, não temos custo nenhum com material. Tudo é disponível. A gente aprende e se ocupa”, comentou.

Trabalho

As atividades fazem parte do Plano de Trabalho Social (PTS), que promove uma série de atividades de capacitação, qualificação e orientação para os beneficiários da habitação social. Os residentes são separados em grupos, por blocos, recebendo treinamento nas áreas comuns do próprio residencial.

No último fim de semana, moradores do residencial tiveram ações com foco no meio ambiente e conservação ambiental, finalizando com o plantio de mudas de árvores, envolvendo a comunidade, de crianças a idosos.

“O Plano Social de Trabalho é licitado, contratado e realizado para dar o suporte necessário às famílias nos cuidados e no dia a dia com a nova habitação própria. A preocupação do prefeito David Almeida é entregar habitação de qualidade, dando dignidade, mas também garantindo apoio em várias áreas e com participação da estrutura da prefeitura aos novos beneficiários”, afirmou o vice-presidente de Habitação, Renato Queiroz.

Assessoria

A assessoria técnica da Vpreshaf promove, junto aos beneficiários, com suporte de uma empresa licitada para a execução do PTS, uma série de palestras, reuniões e encontros com assuntos que vão desde seus direitos e deveres como usuários do sistema habitacional, até informações sobre tarifas sociais; cadastros em programas sociais; organização comunitária e planejamento do orçamento familiar; racionalização de gastos com a nova moradia; capacitações para compor a gestão condominial, entre outros.

As capacitações são oferecidas gratuitamente e fazem parte do plano de trabalho social do programa da Prefeitura de Manaus. Os mutuários recebem informações sobre segurança e prevenção de acidentes domésticos; acesso a tarifas sociais e para microcrédito produtivo e encontros sobre funcionamento dos espaços comuns, ressaltando normas de convivência e boas condutas, além de temas relacionados à higiene, saúde e doenças.

Em agosto de 2021, o residencial, que integra o programa “Casa Verde e Amarela”, do governo federal, começou a ser ocupado após a entrega das unidades habitacionais da Prefeitura de Manaus, inaugurado pelo prefeito David Almeida e pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.