Visionário de Berço: Empresário reinventa negócio e ainda auxilia lojistas a saírem da crise

Felipe Leão é uma pessoa comum, que foi criado no interior da Bahia em meio aos pais que sempre foram empreendedores. Sua simplicidade nunca impediu que ele se tornasse um empresário visionário e de sucesso. Proprietário do Viver de Lojas, ele começou o trabalho de sua empresa com uma pequena loja de roupas que montou quando estava com dificuldades financeiras e hoje ajuda lojistas de todo o Brasil a venderem suas peças usando a tecnologia.

Vender aquelas poucas peças para aquelas poucas pessoas não estava nos planos de Felipe, que sempre foi muito interativo no que diz respeito à tecnologia e redes sociais, foi então que ele criou um canal no Youtube e uma página no Facebook, isso em 2015, para apenas dar dicas para pessoas de como revender roupas ou abrirem suas lojas. Isso na intenção de ajudar e ao mesmo tempo vender cursos online.

“A ideia do Viver de Lojas, nome que dei para minhas redes sociais e empresa, foi criar um canal de conteúdos para ajudar as pessoas e vender alguns cursos online (via Youtube, Instagram e Facebook). Só que ao vender os cursos, o que mais me pediam eram informações sobre fornecedores, foi quando comecei a mostrar esses fornecedores publicamente ao invés de vendermos os cursos. Isso gerou publicidade para eles, pois tiveram um crescimento muito grande em suas vendas”, lembra Felipe.

O que ele não imaginava, era que suas mídias sociais fossem aumentar consideravelmente. O canal no Youtube conta hoje com 596 mil inscritos, o seu Instagram pessoal (que ele usa para revendas), conta com 162 mil seguidores, o Instagram Viver de Loja com 22 mil e a página do Facebook com mais de 4.200 pessoas seguindo. Números que geram lucro em massa.

“Hoje eu sou somente um mediador desses lojistas que muitas vezes não entendem nada de tecnologia ou não tem tempo. Eu divulgo o trabalho desses pequenos empresários (roupas e acessórios) através de meus canais e isso gera mais vendas onlines do que físicas”, descreve.

Pandemia e novas oportunidades

Quando estourou a pandemia da Covid-19, Felipe conta que já tinha toda estruturação de divulgação online, mas percebeu que muitos lojistas estavam fechando suas portas por não saberem o que fazer e sem muito orientação de como levar seus negócios para o online.

“Foi quando surgiu a ideia de montarmos um espaço físico para que os lojistas pudessem se instalar, com departamentos online, e de alguma forma, orientá-los a melhor forma de se trabalhar e gerar lucros para eles através de nossos canais. Criamos um empreendimento que tem salas a partir de R$ 600 reais de aluguel (incluindo toda divulgação online). Convidamos clientes nossos para ir para o espaço. A ideia foi estar mais próximo dos nossos clientes online e oferecer uma estrutura melhor para que tivéssemos uma aproximação maior”, descreve o empresário.

Veia empreendedora

Vocação empreendedora, ter aptidão para um determinado tipo de negócio, é uma qualidade imprescindível para levar um empreendimento ao sucesso e pode ser comparada a uma paixão transformadora capaz, no início, de se manifestar apenas como um hobby e depois, nutrido com informações e planejamento, virar negócios bem sucedidos, de acordo como empresário.

“Uma vocação empreendedora é imprescindível para levar o empreendimento ao sucesso. Acredito que o autoconhecimento é um dos maiores diferenciais para se sobressair. É importante percebemos o que mais gostamos de fazer e no que somos bons. Pois só assim você consegue ter paciência e persistência para o seu negócio. No meu caso, a internet sempre me atraiu. Já em relação aos meus vídeos (o empresário também é o apresentador de seu canal), foi um desafio a parte, mas como era algo que eu gostava muito, fui me aprimorando”, admite. 

Para ele, a melhor fórmula para iniciar um novo empreendimento é estar imerso no mercado que a pessoa quer atender e entender o seu cliente, primeiramente. Saber quais são os objetivos e os maiores incômodos, pois só com trabalho se resolve certos percalços. “Tem que entender bastante do mercado, ter time para que os serviços oferecidos façam sentido no momento certo. A intuição de empreendedor também conta muito, olhar para si e ver se aquilo faz sentido na sua vida, pois toda vez que se inicia um novo empreendimento, é uma transformação de vida e você tem que se consultar bastante para ver se aquela nova realidade fará sentido. O estado emocional do novo empreendedor deve estar bem, pois isso afetará diretamente nos resultados”, aconselha.

Já na prática, o segredo é conversar e estudar muito sobre o segmento que o empreendedor quer entrar e ir para campo, de acordo com Felipe. “No meu caso, por exemplo, eu conversei com vários clientes antes de iniciar esse novo empreendimento e peguei muito a opinião de todos primeiramente do que fazia sentido e o que não fazia, para somente depois, partir para prática”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.