Prefeito David Almeida anuncia ações de governança da iniciativa privada para administrar a Prefeitura de Manaus

Em discurso de posse, o prefeito afirmou que terá metas, gestão e cobrança de resultados e será implacável com a ineficiência e o desperdício

O novo prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), anunciou, em discurso na solenidade de posse ocorrida na tarde deste dia 1º de Janeiro de 2021, na Câmara Municipal e transmitida virtualmente, o objetivo de levar para o serviço público municipal as ações de governança da iniciativa privada no que se refere a metas, gestão, cobranças e eficiência.

“Vamos perseguir a excelência dos serviços com melhor qualidade de ensino, saúde, transporte, infraestrutura, esporte, lazer e demais áreas”, afirmou o novo prefeito, prometendo ainda ser implacável com o desperdício e a ineficiência, definidos por ele como grandes adversários do serviço público.

Na solenidade, que contou com a presença virtual de autoridades como o governador Wilson Lima, do deputado estadual Fausto Junior, representando a Assembleia Legislativa do Estado (ALE-Am), desembargador Domingos Jorge Chalub, presidente do TJAM, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Aristóteles Thury, entre outros, foram empossados também o vice-prefeito Marcos Rota, assim como os 41 vereadores, em solenidade conduzida pelo atual presidente da Câmara Municipal, vereador Joelson Silva.

Ao lembrar que mesmo com o elevado índice de descrédito pelo qual passam os políticos em todas as esferas do País, o povo espera muito da administração dele, David afirmou esperar contar com o trabalho incansável dos secretários e a independência dos poderes para buscar resgatar a credibilidade da política e dos políticos

DESAFIOS

O novo prefeito citou como desafio da sua administração trabalhar com um orçamento com R$ 600 milhões a menos do que o valor destinado ao anterior no ano de 2020, especialmente diante do grave momento vivido na área da saúde por conta da pandemia do Covid-19.

David pediu um minuto de aplausos às vítimas fatais da doença e assegurou que só a eficiência da gestão poderá garantir melhorar o atendimento nessa e em outras áreas onde há urgência de ações.

Para ele, o problema na verdade é como se gasta o dinheiro público, com muita coisa supérflua, enquanto o povo sofre com desemprego, falta de moradia, falta de atendimento digno na saúde e em outras áreas. “Sei que muitas pessoas se candidatam para manter seus negócios, mas serei implacável contra os nossos inimigos e adversários que são a ineficiência, o mal serviço que trazem problemas na área do transporte, saúde, meio- ambiente, cultura, lazer. Vou cobrar resultados”, disse ele, revelando acordar cedo para nas primeiras horas da manhã estar a postos no trabalho.

Mesmo dizendo-se o primeiro prefeito cristão, afirmou que vai respeitar o estado laico, mas disse que não perderia uma oportunidade de agradecer a Deus e chamou a filha, Fernanda Almeida e o noivo dela, para cantar um hino de louvor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.