Simão Peixoto é acusado de comprar merenda escolar com sobrepreço e fora do ano letivo

O prefeito de Borba, Simão Peixoto, está sendo acusado de comprar merenda escolar com valores superfaturados e fora do período do ano letivo municipal. De acordo com as denúncias, feitas por populares, que não quiseram ter o nome revelado, o gestor pagou mais de R$ 21 mil na aquisição de três toneladas de polpa de fruta para as escolas.

A compra foi feita do ex-gerente do Idam de Borba, Tarcísio da Silva. O problema é que, de acordo com os denunciantes, o valor está acima do preço de mercado, além de que o município não teria onde armazenar a polpa por tempo suficiente para o ano posterior.

A nota fiscal nº 494457, que comprova a compra, pode ser consultada no portal da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.