Governo do AM diz que monitora duas pessoas que estavam no mesmo voo que homem confirmado com coronavírus no Brasil

Segundo secretaria, são dois adultos da mesma família e, até o momento, eles não apresentam sintomas. Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu.

Governo monitora duas pessoas que estavam no mesmo voo que o homem confirmado com coronavírus no Brasil.

A Secretaria de Estado da Saúde (Susam) confirmou, nesta quinta-feira (27), que monitora duas pessoas que estavam no mesmo voo do homem de 61 anos que testou positivo para novo coronavírus no Brasil.

Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu.

A informação foi divulgada durante entrevista coletiva sobre ações de prevenção e controle de epidemias por síndromes gripais do Comitê Interinstitucional, que coordena as ações de prevenção e controle de epidemias na Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM).

O alerta veio para o Amazonas depois que o Centro de Operações de Emergências em Saúde (COE) informou que duas pessoas do estado estavam no mesmo avião que o brasileiro infectado. O voo veio da França para Guarulhos (SP), na sexta-feira (21).

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde, são dois adultos da mesma família.

A diretora- presidente da Fundação de Vigilância em Saúde, Rosemary Costa Pinto, disse que até o momento eles não apresentaram nenhum sintoma do vírus, mas estão em observação.

“Esses passageiros não têm sintomas, mas estão sendo acompanhados para saber se irão desenvolver alguns sintoma. Na eventualidade, essas pessoas vão ter coletadas amostras laboratoriais que vão ser examinadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública para o descarte de outros vírus respiratórios”, disse.

O diretor da Fundação de Medicina Tropical, Marcus Guerra, explicou que não há motivo para internação, pois não houve sintomas registrados até o momento. A recomendação é que eles não saiam de casa.

“Estão sendo observados até que passe o período de incubação que é 14 dias. Como eles estão aqui há uma semana e só hoje que se teve o conhecimento, eles vão ser monitorados, em casa. Não foi detectado nenhum sintoma”, informou Guerra.

Um plano de contingência e atenção ao vírus foi montado no estado após a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil. De acordo com o governo, secretarias de saúde do Amazonas e de Manaus afirmam que Estado está preparado para enfrentar um eventual problema de saúde pública.

O grupo que coordena as ações de monitoramento é formado por órgãos estaduais, municipais e federais. As ações de prevenção e controle aplicam orientações do Ministério da Saúde, definidas por protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e o comitê tem se reunido semanalmente desde que foi criado, em 28 de janeiro deste ano.

Prevenção

A principal medida de prevenção recomendada pelos médicos é lavar as mãos com frequência, com água e sabão, por pelo menos 20 segundos. Se não puder, vale utilizar álcool gel.

Os médicos destacam ainda que é necessário evitar colocar as mãos sujas nos olhos, nariz ou boca e lembraram que é preciso cobrir o rosto com um lenço descartável ao tossir ou espirrar.

Limpar objetos de uso frequente, como celular e a mesa de trabalho, com álcool gel, é outra medida sugerida pelos infectologistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.